terça-feira, setembro 24, 2013

INTERCÂMBIO NO EXTERIOR - PRIMEIROS PASSOS

Fiquei de começar a escrever sobre meu intercâmbio em Dublin, mas vou preferir começar do início, uma vez que muita gente que me pediu o post não sabe o que precisa para, como participar de, onde encontrar bons preços de intercâmbios.

O primeiro de todos os passos é tirar seu passaporte junto à Polícia Federal (entre no site da PF e veja onde, quanto, como e quando) FAÇA-O O QUANTO ANTES. Procure uma agência confiável, com referência no mercado e com experiência na área. Negócios particulares sempre estão no risco de quebrar, sair do mercado, etc. Mas sempre vale a pena procurar as agências conhecidas e/ou com referências - você pode, inclusive, pedir a seu agente o contato de algumas pessoas que participaram com eles de intercâmbios ou procurar o site da agência ou sua página no Facebook para ver o que as pessoas estão falando. Também é uma boa ideia visitar sites de reclamação para ver se agência não está na lista negra das queixas.

As agências vão te oferecer um leque de opções de países para estudar e de escolas ou cursos onde estudar (seja língua, arte, esportes, etc.). Depois disso eles irão te oferecer os pacotes que variam de uma semana a 1 ou 2 anos dependendo do que você queira estudar e de quanto dinheiro tenha para gastar.

As agências de intercâmbio (pelo menos as que eu procurei) cobram, por toda essa informação, um "valor módico" de aproximadamente $200 (algumas cobram em euro, outras em dólar - é, ninguém cobra em real), que você obrigatoriamente paga sem dividir. O resto do curso pode ser dividido entre 5 e 13 vezes dependendo da agência e de quando você irá viajar. É necessário lembrar que tudo tem de estar pago pelo menos 45 dias antes de sua viagem.

Esse "tudo" se refere à matrícula na escola/curso e seu respectivo valor total, o seguro obrigatório de viagem que a agência vai te oferecer ou que você pode adquirir por conta própria, o homestay (ficar em casa de família) ou acomodação estudantil - note que sai muito mais barato se você fizer reserva em albergue da juventude ou semelhante por pelo menos uma semana e depois procurar em sites especializados, páginas de Facebook e classificados, por apartamentos, pensionatos e quartos para alugar ou dividir. É uma economia muito grande, pelo menos de 1,000 reais.

Há também a opção de você negociar diretamente com a escola/curso - o valor será o mesmo, excetuando-se a taxa de consultoria, mas você não contará com o suporte de uma agência com pessoal especializado para te atender caso algo aconteça. Então, vá por uma agência e ajude a galera a ganhar comissão.

As agências te oferecerão passagens aéreas que poderão ter um desconto se tua idade for no máximo 30 anos, mas que - via de regra - só poderão ser divididas em 5 vezes. Eu preferi comprar na submarino.com, dividi de 10 vezes e economizei 2,500 reais. É obrigatório comprar as passagens de ida e volta. Geralmente os sites das empresas aéreas não oferecem a opção de mais de seis meses para retorno, ou seja, temos de comprar o retorno para seis meses (se formos estudar mais que esse tempo) e depois trocar a data da passagem no site (faça isso com no máximo 20 dias antes da data marcada no ticket.

Se você vier para a Europa, para algum país que não seja no Reino Unido, evite fazer escala em Londres. Eles são extremamente exigentes e você será submetido à mesma entrevista de alguém que vai ficar por lá. Amsterdam é sempre a melhor opção, ninguém vai te perguntar nada - geralmente - e você só passará pela checagem da bagagem de mão antes de ingressar no saguão de embarque, e outra antes de entrar no avião - uma vez que estiver no aeroporto para tomar o voo de escala, não perca tempo, parta direto ao portão escrito no seu ticket, pois os aeroportos são gigantescos. Eu gastei uns 15min andando até o portão de embarque no aeroporto de Amsterdam.

Bem, intercâmbio pago, passagens compradas, é hora de arrumar a mala. Lembre que você tem direito a uma franquia de duas malas de 32 quilos - se ultrapassar esse limite, você paga taxas - mais mala de mão (até 5 kg). Atente também que para voos domésticos a franquia muda, ou seja, talvez você precise se informar com a cia aérea do peso máximo em suas malas caso estas não sejam despachadas diretamente para o destino final.

O que levar então? depende do tempo que você ficará no país, mas mesmo que seja mais de seis meses, leve o mínimo possível, especialmente se você for numa época fria. Nesse caso, é super mais aconselhável comprar roupas no lugar onde você estará, uma vez que as roupas de inverno compradas no Brasil são para o inverno do Brasil e as mais quentes, térmicas, etc. custam o olho da cara.

Opte por levar o básico como:

MALA: 2 pares de sapato (um social e um tênis), um par de sandálias, 5 pares de meias, 7 roupas íntimas, 2 pijamas, 3 calças, 5 bermudas/shorts, dois pares de roupa de banho, 5 camisetas, 5 camisas (entre manga comprida e curta), dois moletons, 1 ou 2 casacos (que vc pode pôr em volta da cintura para usar no superfrio do avião), 1 ou 2 toalhas de banho e de rosto, perfume, xampu, condicionador, creme de barbear, remédios (leve os remédios que você pode utilizar dentro de suas embalagens originais e com a receita de seu médico. Se forem remédios controlados ou cuja substância não seja permitida no país aonde você vai, peça uma carta do seu médico em inglês ou na língua do país em que você fará seu intercâmbio, atestando sua condição médica. NÃO DEIXE DE LEVAR REMÉDIOS pra gripe, infecção intestinal, dores e alergias, pois só poderá comprá-los com receita e para obtê-la, só se consultando) - no aeroporto você pode embalar a mala para evitar danos a ela. Fotografe-a quando estiver despachando a mala, pois caso haja algum dano, arrombamento, etc. você poderá requisitar ressarcimento por isso. Ponha também, dentro da bagagem, em cima da roupa para ser logo vista caso a mala seja aberta, uma cópia de seu passaporte com endereço no Brasil e no exterior para onde sua mala poderá ser enviada em caso de extravio.

NECESSAIRE TRANSPARENTE: escova e creme dental, pente/escova, perfume (menos de 60 ml), desodorante (menos de 60 ml), absorvente (dentro da mala de mão - a viagem é longa).

MALA DE MÃO: câmera, filmadora, laptop, Ipod, etc. e seus respectivos cabos - se vier para a Europa, compre um adaptador universal, especialmente para a Irlanda e Reino Unido onde as tomadas são totalmente diferentes (eu tive de comprar um cabo novo pro meu laptop e um adaptador para minha câmera), uma muda de roupa, documentos de valor, guarda-chuva pequeno e não pontiagudo. Você também pode levar instrumento musical, desde que possa passar pelo  raio X e ser acomodado no compartimento em cima do assento ou embaixo da poltrona.

LEMBRE: líquido até 1 litro tem de ser embalado e despachado na mala. Não é possível levar objetos cortantes ou perfurantes, inflamáveis e produtos com pelo animal, nem sementes ou plantas nativas - a não ser que você seja um cientista e tenha a permissão da polícia federal e do IBAMA -, nem frutas, carnes e/ou laticínios. Não viaje com drogas - barbitúricos, maconha, haxixe, álcool, cocaína, craque, etc. vão te causar o maior vexame e ainda te mandar para a cadeia por tráfico internacional de substâncias ilegais - o álcool está fora, mas há países em que você não poderá entrar com ele, e todos os países perguntam se você está transportando álcool.

Tudo pronto e arrumado, não se esqueça de fazer um check list com tudo o que você precisa de levar. Só feche as malas depois de conferir se está tudo em ordem. Não esqueça de comprar uma pochete para dinheiro - é bem fininha, você encontra até em lojas de esportes como a Centauro, onde eu comprei a minha por 30 pilas - há mais baratas, no entanto. Nessa pochete, que você prenderá ao corpo, ponha seu dinheiro, cartão de crédito e passaporte. Na hora de passar pelo raio X, ponha dentro da mala de mão e volte a prendê-la ao corpo.

Na Polícia Federal: você vai pegar uma fila na PF antes de entrar no saguão de embarque. O policial vai pedir seu passaporte e suas passagens e te liberar, apenas isso.

Na Imigração: não ouça o que as pessoas dizem a respeito da checagem na imigração. Às vezes eles invocam, às vezes agem como seus melhores amigos. Você só precisa se manter calmo, com todos os documentos em mão e apresentá-los à medida que forem requisitados. NÃO FALE NADA QUE NÃO FOR PERGUNTADO, ATENHA-SE A RESPONDER O QUE TE PERGUNTAREM.

Você precisa ter em mãos: passaporte, passagens de ida e volta (seu itinerário detalhado que a cia aérea vai mandar pro seu e-mail), comprovante de acomodação, carta de matrícula na escola, carta do seguro médico - se necessário: extrato do cartão de viagem ou o traveler's cheques, cartão internacional, holerite - geralmente não é necessário. Lembre-se que para a maioria dos países europeus não é necessário visto - cheque a necessidade de vistos com a embaixada do país.

As perguntas que te farão provavelmente serão: why are you here? (por que você está aqui?)/ what's the reason for your visit? (qual o motivo de sua visita?); how long are you staying? (quanto tempo você vai ficar?); where are you studying? (onde você vai estudar?); where are you staying? (onde você vai se acomodar?) - geralmente eles só perguntam se "você está aqui pra estudar" (are you here to study?) e pedem para você apresentar a carta de matrícula na escola. Passando daí, é tchau e bênção.

Abaixo seguem uns links que eu julgo podem ajudar a esclarecer mais:
http://www.ci.com.br/
http://www.egali.com.br/ 
https://www.facebook.com/edublinblog?fref=ts
http://www.reclameaqui.com.br/

Para viagens em geral: www.gabimoniz.blogspot.com.br

E é claro, visite: www.marciowaltermachado.com.br para literatura