segunda-feira, janeiro 02, 2012

COMO PERDER PESO

Antes de você ler o texto abaixo, é necessário ter em mente algumas dicas:
  1. DECIDA QUE VAI EMAGRECER
  2. CONSULTE O MÉDICO E FAÇA EXAMES DE ROTINA
  3. PROCURE UMA BOA ACADEMIA COM PROFISSIONAIS HABILITADOS
  4. FAÇA SEMANALMENTE UM CARDÁPIO COM TODAS AS REFEIÇÕES DIÁRIAS
  5. LEMBRE-SE DE QUE VOCÊ QUER EMAGRACER
  6. NÃO FALTE AOS EXERCÍCIOS DA ACADEMIA
  7. QUANDO A FOME APERTAR COMA FRUTAS OU SALADAS
  8. PESE SUAS ESCOLHAS! O QUE É MELHOR PARA SUA SAÚDE: 3 BISCOITOS RECHEADOS OU 3 BANANAS DA PRATA? SE A RESPOSTA FOI O BISCOITO, RELEIA AS DICAS 1 E 5
  9. DEIXE À SUA VISTA AQUELA FOTO QUE O/A FAZ LEMBRAR DO MOTIVO DA DIETA OU AQUELA ROUPA QUE NÃO CABE MAIS - SÃO BONS REFORÇADORES
  10. LEMBRE-SE QUE A DIETA É PARA VOCÊ E SUA SAÚDE, VOCÊ NÃO PRECISA ENGANAR A NINGUÉM COMENDO ESCONDIDO
  11. VOCÊ PODE COMER DE TUDO, SÓ TENHA EM MENTE QUE TUDO TEM CALORIAS E QUE AS CALORIAS NÃO CONSUMIDAS SE TORNAM BANHA EM SEU CORPO
  12. VOCÊ NÃO PRECISA DE REMÉDIO - A NÃO SER EM CASOS GRAVES - SÓ PRECISA DE DISCIPLINA
  13. SE NÃO CONSEGUE RESISTIR ÀS TENTAÇÕES, PEÇA AJUDA EM CASA, NO TRABALHO, ONDE QUER QUE VOCÊ VÁ COMER
  14. LEMBRE-SE QUE NO FINAL DAS CONTAS VOCÊ FICARÁ MUITO FELIZ EM SE SENTIR LEVE, EM CABER NAS ROUPAS, EM SUBIR ESCADAS SEM BOTAR OS BOFES PRA FORA, EM COMER UM POUCO MAIS DE TUDO, EM CHAMAR A ATENÇÃO DE FUTUROS/AS PRETENDENTES, E QUE VOCÊ DIMINUIRÁ OS RISCOS DE DIABETES, DOENÇAS CARDÍACAS, AVCs E AFINS
  15. NÃO PERCA DE VISTA O PORQUÊ DE SUA DECISÃO INICIAL  
  16. NÃO DESANIME! NA PRIMEIRA SEMANA VOCÊ VAI SENTIR MUITA FOME - É NORMAL! SEU CORPO ESTAVA ACOSTUMADO A CONSUMIR MUITO. RESISTA! A SENSAÇÃO DE FOME DESCONTROLADA VAI PASSAR. ENQUANTO NÃO PASSA, OPTE POR SALADA VERDE - ALFACE, PEPINO E TOMATE - OU UMA FRUTA DE BAIXA CALORIA - 1 BANANA DA PRATA, 1 MAÇÃ, 1 PERA, 1 FATIA MÉDIA DE MELÃO -, POIS TÊM POUCAS CALORIAS. COMO SEU CORPO VAI COMEÇAR A PERDER MUITO PESO, DURANTE O PROCESSO VOCÊ IRÁ ESTAGNAR. NÃO ENTRE EM NEURA! ESSA PARADA NO EMAGRECIMENTO É UM MECANISMO DO SEU CÉREBRO PARA PRESERVAR SUA VIDA - EU FIQUEI UMA SEMANA E MEIA SEM PERDER UM ÚNICO GRAMA, TEM GENTE QUE FICA DUAS OU TRÊS; DEPOIS VOCÊ VOLTA A EMAGRECER. PERSEVERE!
  17. ALIMENTE-SE A CADA 2 OU 3 HORAS - ISSO VAI AJUDAR SEU METABOLISMO A FICAR MAIS RÁPIDO E NÃO DEIXARÁ QUE VOCÊ SAIA DEVORANDO TUDO QUE ENCONTRAR PELA FRENTE.

COMO PERDER PESO

27/05/2011
Bem, eu demorei bastante para começar a escrever alguma coisa sobre meu emagrecimento - que as pessoas estão chamando de “a jato” – e quase desisti de falar qualquer coisa aqui agora. Mas, como tem um monte de gente perguntando e me cobrando a receita, depois de muito relutar – porque não quero ser um novo guru do “medida certa” nem levantar bandeiras para neuróticos anoréxicos, mas ajudar aqueles que querem emagrecer por uma simples questão de saúde - resolvi fazer um textinho.

01/01/2012
Quero, porém, lembrar que, antes de qualquer dieta, é necessário fazer exames de rotina e consultar seu médico clínico, cardiologista e profissionais competentes de educação física sem os quais seu regime e sua atividade física, em vez de te ajudarem, podem te mandar pro beleléu sem passagem de volta. Vou avisando logo pra ninguém querer vir puxar meus pés depois.

Ocorreu que depois de mais de um ano e meio sem praticar nenhuma atividade física - antes de parar praticava capoeira e musculação – e cair numa vida sedentária regada a Big Mac combo (todo sábado e domingo), pão de queijo (a cada dois dias) e MacFlurry (de sobremesa a semana inteira), além de comer muito no café da manhã, almoço, jantar e merendas, aconteceu o óbvio: ganhei muita gordura corporal.

A minha estrutura, que “sempre” comportou um peso oscilante entre 60 e 61 kg, passou a carregar 76 kg de peso gordo. Tá bom, algumas pessoas vão dizer que isso não é muito, que eu me tornei o neurótico anoréxico que eu critiquei lá em cima, já sei. Mas, preste atenção, para um cara de 1.70 cm, acreditem, 76 kg fazem muita diferença! No entanto, a ficha só caiu de verdade por acaso. É claro que eu já havia percebido que minhas roupas estavam apertadas, algumas delas eu não conseguia mais usar; que já tinha ouvido meus alunos me chamarem de “fofo”, “barriguinha sexy”, e outras pessoas me dizerem que eu estava “forte” – esse adjetivo na Bahia pode ser um eufemismo para “quase obeso” -. Só que você vai deixando o barco ir à deriva, vai se empanturrando, vai se deixando levar pelas papilas gustativas e pelo sódio dos alimentos industrializados e acaba saindo da silhueta de Zé Bonitinho para a do porquinho Rabicó como se fosse o processo natural da vida até que um evento desses extra-ordinários descem como uma centelha de luz divino sobre nosso cérebro entorpecido.

Para mim ela veio no dia 27 de maio de 2011, quando fizemos o lançamento do meu livro DE DOR E DE SONHOS na livraria Saraiva do shopping Salvador. Lá, como em toda noite de autógrafos, houve fotos, poses, caras e bocas o tempo todo. Quando cheguei em casa e comecei a fazer o upload das fotografias e a ver as que já estavam nos álbuns do FACEBOOK dos amigos, tomei o primeiro choque. Nas fotos comigo tudo o que se via eram minha bochecha e papada. Aí eu fiquei deprê, achando todas as fotos feias, procurando ver no programa da máquina se um pouco mais ou menos de iluminação poderia ajudar a minorar o problema. Não adiantou muito, então aproveitei apenas uma dúzia dos inúmeros retratos tirados.

SALADAS AJUDAM!!!
No dia seguinte - outra centelha de luz! -, tivemos um almoço em família após o qual fomos dar um passeio. Neste, entramos em uma farmácia e minha sobrinha resolveu se pesar e todos nós seguimos seu gesto. Lá caiu a bomba: 76 quilos e 57 gramas. Eu pensei: Meu Deus, mais quatro quilos e eu estarei obeso! Ô drama dos dramas, eu sei, mas não estava longe de ser verdade. O churrasco do almoço começou a pesar lá dentro da consciência, assim como a salada de maionese, o feijão tropeiro, as várias colheradas de arroz branco e as três latas de Coca Cola. Decidi então chegar em casa e a partir daquela tarde cortar todo o açúcar de uma só vez, eliminar o arroz e o pão e expurgar a manteiga e o óleo da minha vida para todo o sempre.

O que aconteceu? Já na primeira manhã bateu o mau humor, a dor de cabeça, a fraqueza. Passei um dia inteiro praticamente sem falar nada, prostrado e com uma cara que faria o diabo correr de medo. No dia seguinte eu não agüentei mais e voltei a comer tudo, com ganas de quem havia passado dois anos num campo de concentração nazista. Alívio dos alívios! A dor de cabeça sumiu levando consigo o mau humor e a prostração para a alegria de quem convive comigo.

Daí eu me propus a voltar ao exercício como solução para não ter de abandonar a comida. Fui andar na praça perto daqui de casa, dei duas voltas e cansei. No dia seguinte fiz a mesma coisa e na segunda volta resolvi correr. Com dois minutos estava botando o coração pela boca e sentindo a perna endurecer. Resultado: parei. Cheguei então a uma outra solução: diminuir a quantidade de comida à noite e o número de pães durante o dia. E fui assim, sem mudanças dramáticas de maio ao final de julho quando em fim encontrei uma academia perto de casa e resolvi me inscrever.

Já na academia e com os resultados dos exames médicos - clínicos e cardiológicos – em mãos, e o conhecimento de que o colesterol e o GGT estavam altos, marquei, pelo plano de saúde, o endocrinologista – o qual, se fosse o caso, me indicaria a um nutricionista cujos custos o plano cobriria. Mas adivinhem! A data mais próxima para a consulta era 17 de outubro! Pasmem! E viva o PLANSERV!

Bem, meu consolo então foi que, como toda a academia que se preze, a minha tem uma avaliação física - aqueles pequenos testes que professores habilitados fazem para irem acompanhando seu progresso durante seu tempo de treino e poderem te guiar, no que se refere ao exercício físico, em como perder peso. O professor me pesou, mediu abdômen e cintura, etc. Resultado, risco coronariano: moderado; IMC: excesso de peso (nível 1 - tão vendo que a obesidade não estava longe?!); ICQ: moderado; gordura corporal: 25%; peso gordo: 18%.

Baseados nisso, começamos os exercícios, moderadamente para ir re-acostumando o corpo, fortalecendo a musculatura, os tendões. Todavia, ainda me restava a questão alimentar que eu mantinha da mesma forma. Então, outra centelha de luz divina veio para mim em forma de controle remoto!

Almoçando sozinho em casa, resolvi sentar no sofá para ver TV. Como não tinha nada interessante passando, fui trocando o canal até parar no GNT onde estavam exibindo um programa chamado “Perdas e Ganhos”, com Cynthia Howlett - http://gnt.globo.com/perdaseganhos/. O programa é uma espécie de Reality Show – um que realmente vale a pena acompanhar - em que pessoas se inscrevem a fim de terem ajuda de especialistas para emagrecer. O episódio em questão foi este: http://gnt.globo.com/perdaseganhos/videos/_1542299.shtml. Em que o Dr. Guilherme de Azevedo apresenta sua “dieta das notas” – uma simplificação da “dieta dos pontos - para um dos participantes.

Seguindo a proposta do “PERDAS E GANHOS”, que é perder 10 kg em 10 semanas, e conhecendo os outros tipos de dietas propostas pelos endocrinologistas e nutricionistas do programa, resolvi ficar com a DIETA DOS PONTOS e incorporar a ela dicas de outros regimes – cortei açúcar e farinha branca, por exemplo. Procurei tabelas com valores calóricos dos alimentos em vários sites diferentes para poder compará-las e montei meu cardápio semanal.
O resultado foram não 10, mas 17 quilos em 10 semanas após as quais eu precisei de aumentar o consumo calórico porque continuava a emagrecer.

Agora - depois de ver o tamanho desse post!! - a recompensa para os bravos que conseguiram lê-lo até aqui. O cardápio dos dois primeiros dias:

Sugestão:
Café da manhã = 80 notas
Lanche 1 = 50 notas
Lanche 2 = 50 notas
Almoço = 120 notas
Lanche 1 = 50 notas
Lanche 2 = 50 notas
Jantar = 120 notas

Total = 520 notas = 1.040 Kcal

OBS: as notas correspondem às calorias divididas por dois. Assim, um alimento de 80 kcal = 40 notas.

JULHO 2011
DOMINGO

Café da manhã:
1 fatia de pão integral = 35 notas
1 copo de leite c/ choco = 40 notas
Total = 75 notas

Lanche:
1 fatia de mamão = 25 notas
1 banana da prata média = 25 notas
Total = 50 notas

Almoço:
Salada verde = 0 nota
2 col. de sopa de macarrão = 35 notas
½ peito médio de frango = 108.5 notas
2 col. de salada de bacalhau = 64.8
1 colher de sopa de gelatina = 20.3
Total = 225.8 notas

Lanche:
1 banana média = 25 notas
Total = 25 notas

Jantar:
Salada verde = 0 nota
Total = 0 nota

Lanche:
1 banana média = 25 notas
2 colheres de Aveia = 52 notas
Total: 77 notas

OUTUBRO 2011
SEGUNDA-FEIRA

Café da manhã:
1 iogurte corpus light= 30 notas
6 bolachas Vitarella light = 62.5
Total = 92.5 notas

Lanche:
1 banana da prata média = 25 notas
Total = 25 notas

Almoço:
Salada verde = 0 nota
2 col. de sopa de arroz = 35 notas
1 ovo cozido = 40 notas
2 col de sopa de feijão = 35 notas
4 col. de sopa de beterraba = 15 notas
Total = 125 notas

Lanche 1:
1 banana média = 25 notas
Total = 25 notas

Lanche 2:
1 maçã = 25 notas
1 iogurt light = 30 notas
Total = 55 notas

Jantar:
Salada verde = 0 nota
4 col de beterraba = 15 notas
1 fruta = 25 notas
Total = 40 notas


É bom lembrar que devemos nos alimentar a cada três horas, quando demoramos muito de uma refeição a outra, nosso metabolismo fica mais lento e isso dificulta a queima calórica. Também, é importante ter em mente que não devemos comer muito de uma só vez, isso aumenta o trabalho das hemácias e pode acarretar doenças como cânceres. O ideal é comer pouco várias vezes ao dia.Lembrem-se que a gente engorda por consumir mais calorias do que consegue gastar e emagrece por consumir menos calorias e conseguir gastá-las. 

Se alguém quiser meu cardápio das 10 semanas, é só deixar o email.

VISITE: www.marciowaltermachado.com.br