quarta-feira, maio 19, 2010

Eu amo a Lua Minguante

Eu amo a Lua minguante
Envolta na nuvem distante
Lá no céu luzindo, brilhante,
Sem por quê, nem pra quê.

Eu amo a Lua distante
Envolta na nuvem minguante
No céu pendente, errante,
Sem me querer ou saber.

Eu amo a Lua que chora
Brilhante no céu de noite,
Serena, silente, minguante,
Solta no espaço a correr.

Minguante, a Lua que amo, distante
No céu de escuro brilhante
Rasgando a noite gritante
Sozinha quase a morrer.

Eu amo a Lua ausente,
Solitária, pendente,
Correndo noites quentes e frias,
Que não me vigia ou me vê.

Eu amo a Lua que minguante
Se cobre na nuvem distante
De cor tão forte, brilhante,
Que no céu de noite sozinha
Me faz chorar e tremer.

VISITE: www.marciowaltermachado.com.br